Aqui no Diretório Adulto

Encontrei uma pessoa que me deixou sem graça na vida Amores do GIOH! O negócio é o seguinte: Cátia Damasceno is in the house! – Fiz questão de estar aqui nesse vídeo – Ah, garoto, há um interesse Hoje falaremos de sexo Aliás, tem uma piroca aqui atrá da gente, não sei se vocês tão percebendo

– Kevin – Kevin, vocês já conhecem, né? – Né não, Kevin? – Kevin pintinho Kevin tá de prova – Vamos começar? – Vamos começar Primeiro, antes de a gente começar a falar sobre sexo

Eu queria saber como você começou Você sempre foi bem-resolvida? Não Todo mundo acha isso

Eu tinha uma autoestima muito baixa, muito baixa E aí, quando eu comecei a namorar, eu falei: “Se esse cara quiser casar comigo, eu caso, porque eu sou feia demais, eu sou horrorosa, ninguém vai querer Se ele quiser, eu quero” E casei com ele Quando eu me separei, eu já estava formada, eu sou fisioterapeuta

E aí, eu falei assim: “Cara, será que tem curso disso?” Porque eu só tinha conhecido uma piroca, né, querida? – E você era travada? – Então, eu não sabia “Será que eu sei fazer? Será que eu não sei fazer?” Tinha essa dúvida mesmo, porque eu só tinha – Minha mãe só teve meu pai na vida – Ih, sogrão, cuidado, hein? E eu resolvi investir em mim, então fui fazer vários cursos de autoconhecimento e procurar realmente se tinha alguém que ensinasse a fazer Não a fazer sexo Ah, vai, era isso mesmo Então, vamos entrar nisso Esse curso de autoconhecimento – Escola de sexo – Seriam os famosos exercícios? – Sim, ainda não tinha esse nome – É autoconhecimento Não, eu fui procurar autoconhecimento emocional mesmo e também no meu corpo E daí eu tinha, nessa época, uma clínica de fisioterapia onde eu atendia grávidas Ensinava os exercícios de fortalecimento do assoalho pélvico – O assoalho pélvico

– Que nome bonito – Assoalho pélvico é vagina? – Vagina, isso – Assoalho pélvico? – Tem vários nomes, né? Assoalho pélvico, vagina, pixirica, pixoca

– Vamos lá, vamos dar os nomes – Xoxonha – Xoxota, pixirica, xereca

– Pixirica é a que eu mais gosto – Pixirica? – Adoro pixirica Eu sempre chamei a minha de pixoca

Mas mudou pra pixirica depois que eu entrei na vida dela Assoalho pélvico, vagina, que mais? Vulva? Vulva é a parte externa, a vagina é a parte interna A famosa “buceta” Buceta que a gente só tá falando nome com “x”, né? – Xoxonha tem – Xoxonha eu nunca ouvi

– Xoxonha você chama com seu marido – Não, eu não chamo de xoxonha – Tem pomba, pombinha – Gente, deixa aí o comentário Vamos deixar o comentário? Como é que você chama a sua pixirica, vai lá! Quero todo mundo falando, fala aí! Eu tenho um vídeo que eu botei lá e menina falou assim: “Cátia, eu queria saber o que está acontecendo com a minha cherolayne” Com “ch” e “y”! Eu não aguentei – Esses exercícios no assoalho pélvico – Pélvico, né? O assoalho pélvico é o mesmo na mulher e no homem, então os músculos são os mesmos, só que na mulher, a nossa estrutura anatômica é interna, vagina, e a do homem é externa, o pênis

Mas os dois conseguem fazer os exercícios, que a gente conhece hoje em dia como ginástica íntima, exercícios de Kegel, pompoarismo Como são feitos esses exercícios? Estamos aqui, conversando de boa, ninguém tá sabendo, nem nada, você deu aquela contraída, dá aquela relaxada – Mentira – Mas não tem aquelas bolinhas? – Te acalma, que isso é um nível a mais – É só contrair? Não é só contrair, mas imagina aqui Tá ali, trânsito, engarrafado

Faz com a mão, com a boca Deu vontade de fazer um pipi, não tem banheiro, entendeu? Isso, isso aí Quando tá começando é assim Contrai tudinho Qual é a diferença Ela mexe tudo Eu tô aqui, fazendo o mesmo exercício – Você tá fazendo? – Com certeza, querida – Vou tentar fazer – Eu não consigo – Não, sem quicar, amor – A Giovanna, ela tá no restaurante Não é, amor

Tem que ser uma coisa que ninguém perceba – Mas no começo é assim – Calma aí, parou Vai Isola a musculatura

Finge que tá num jantar, você tá jantando comigo Ai, não, tá uma delícia Esse arroz tá muito gostoso Tipo assim, vou imitar a Giovanna fazendo, que eu conheço bem Amor, me empresta o feijãão

Nossa, esse estrogonofe da Jaane é muito bom – Tem um curso pra isso? – Tem Inclusive, vou fazer o seguinte

Vou deixar um presentinho pra sua audiência, vou deixar aqui no box de informações um e-book que já vem com todas as explicações de sete dias de exercício, – não precisa quicar, tá? – Arrasou! Porque isso daí, realmente, eu nunca vou conseguir Claro que vai conseguir É treino, amor, treino E quais são os benefícios desses exercícios? Vamos lá, dois tipos de benefícios: benefícios pra saúde e benefícios sexuais Benefícios pra sexualidade, pra nós, mulheres

A gente tem o aumento do fluxo sanguíneo local, então a gente tem o aumento da nossa lubrificação, aumento da nossa libido, estreita o canal vaginal, a gente consegue brincar no pênis do parceiro Bem louco Empolgante

E ao invés de estar aquela relação de entra e sai, entra e sai, você suga, você expulsa, você dedilha, você trava lá dentro, – não tira Minha filha – Suga, expulsa, dedilha? Isso ganha carro Nunca mais você vai precisar brigar por causa da pochete da Gucci, vai ganhar várias Então a gente tem a musculatura vaginal, imagina que aqui a gente tem o canal vaginal Isso

Esse canal vaginal a gente divide ele, metaforicamente, em três anéis, em três feixes Então a gente consegue fazer três contrações: uma externa, uma intermediária e uma mais profunda Uma fraca, uma média e uma forte Quando você aprende a controlar isso aqui, você consegue brincar Então, o pênis tá aqui, você suga, você expulsa, sem se mexer aqui, ó

– Toda trabalhada – Sem ele fazer nada? Nada, quietinho aqui, você só no carão, ó – Gente, eu quero fazer isso

– Poderoso Chefão Agora, tem benefício pro homem? Tem, os homens também podem treinar os exercícios – Como é que é? – Quais são os benefícios? Maior tempo de ereção Tem muitos homens que têm ejaculação precoce ou ejaculação tardia, a gente consegue resolver as duas coisas – Mas como é o exercício? – É o mesmo exercício, porque é a mesma musculatura

– Qual é a diferença? – Nós, mulheres, a gente pode praticar em qualquer lugar, porque ninguém viu, ninguém nada O homem, não Tem que praticar sozinho Por quê? Tá, mas tem que estar durão e aí depois contrai? – Não, não – É mole? É, por quê? Você vai trabalhar a musculatura pélvica, só que vai aumentar a irrigação sanguínea, aí vai ter uma ereção

– Por isso que não pode – Você força pra ter ereção? Isso, só que aqui, trabalhado na musculatura, sem nenhum auxílio externo Tô trabalhando e vocês não tão nem sabendo

Não sou obrigada, o negócio vai começar a subir, eu não tenho nada a ver com isso – Você tá trabalhando? – Tô no processo de trabalho Aí depois tem treino, tem um treino mais avançado Onde é que a gente ia parar? E outra coisa, Cátia, você acha que esses exercícios, fazer esses exercícios, se conhecer melhor, ajuda na autoestima e nesses tabus que a gente tem quando a gente é adolescente? Com certeza, eu acho que hoje a gente tá vivendo uma época em que esses tabus estão sendo quebrados, e o mais importante de tudo, quando a gente tem autoconhecimento, a gente sabe o que fazer com nosso corpo Tem muita mulher que por incrível que pareça, ainda chega pra mim e fala: “Cátia, eu tô casada há tanto tempo e até hoje meu marido não me deu nenhum orgasmo”

Eu falo: “Oi?” Mas não é o outro que tem que te dar o orgasmo São os dois É você que tem que se conhecer pra falar assim: “Bruno, querido, eu gosto pra direita, pra esquerda, rápido, devagar, pra cima, pra baixo” Ele não tem que saber como é que você funciona A origem do estímulo são várias Pode ser pela vagina, pode ser pelo clitóris, mamilo, conversinha, sonho erótico – Qualquer coisa – Ânus

Ânus Maravilhoso Ou não

Não! As mulheres são mais travadas que os homens Por quê? Porque a gente cresceu a vida toda “Menina, tira a mão” “Menina, é errado” “Menina, fecha as pernas

” “É sujo, nojento, é isso e aquilo” E aí você vai crescendo com aquilo e aí só porque você virou adulta agora hoje pode tudo? Não vira essa chave assim Gente, a coisa mais natural da vida é a sexualidade

Por que é um tabu tão grande? Por que as pessoas têm tanto medo, tanto receio de falar sobre isso? Então, quanto mais natural, mais tranquilo pra todo mundo E é normal mulher sentir dor no sexo? Então, infelizmente, a quantidade de mulheres que sentem algum tipo de dor ou desconforto durante o ato sexual é muito grande Endometriose é uma doença que causa isso Eu tive que operar de endometriose Teve uma época em que eu tava sentindo muito desconforto

E eu pensava: “Gente, o que tá acontecendo?” Parecia que as coisas não se encaixavam E aí eu procurei o ginecologista, operei, e hoje eu tô ótima Mas olha que legal, você se sentiu desconfortável com aquilo

– Conversei com o Bruno – Conversou com o parceiro, teve o apoio e foi atrás do médico É isso Tem muita gente que fica sofrendo calada, que acha que aquela dor é normal, que faz parte, e não é Sexo tem que ser bom, gostoso, prazeroso Incomodou, doeu, ardeu

Tem alguma coisa errada – Você é casada há 10 anos? – Sou casada há 10 anos Você tem 4 filhos, trabalha pra caramba, viaja pra caramba

Como é que você faz pra continuar acesa a chama do casal no casamento, com tanta correria, com tanto filho, etc? Porque nós, depois que tivemos filhos “Filhos” é ótimo, depois que tivemos a Titi – Fica mais complicadinho – Rola uma logística Uma vez, a gente tava num hotel, ela já tava dormindo, a gente tava lá na cama, não sei quê E aí, de repente – Não, de repente, foi muito – A gente tava quase ali na hora H – Mão naquilo, aquilo na mão

– Tava quase pros dois, – e de repente a gente escuta: “Bu!” – É sério, deu um susto na gente A nossa filha Daqui, a gente fez Vamos fazer, vai “Êêêê!” – Titi, Titi, Titi! – Excelente estratégia! Excelente! Ela fez: “Bu!” Enquanto a gente tava na cama E aí, gente, na hora, fez: “Êêe!” Mas foi um balde de água, que a gente começou a rir tanto Foi a melhor saída, porque se fala: “Menina, o que você tá fazendo aqui?” A menina já dá aquela assustada Então, você fez festa, ela: “Nossa, que legal!” A gente precisa pôr isso numa peça, num filme, alguma coisa Porque vou te falar, não é fácil encontrar momentos, não – Vamos lá – Como que a gente faz depois de casamento, filhos? Eu sabia que eu tinha que estar nessa entrevista

O que a gente tem que fazer pra continuar a chama acesa do casal? Eu tenho um dizer que é o seguinte: é o sexo na agenda Como é isso? Não é: “Ai, Bruno, toda quarta-feira, 21h, – nós vamos fazer sexo” – Toda quarta, não Bota segunda, quarta e sexta aí, pelo amor de Deus Tem mulher que pra fazer na quarta tá difícil

O dia que eu falo “sexo na agenda”, não é porque você vai parar, aquele dia, aquele momento, e vai transar “Nossa, vou ter que transar agora” Não é isso, mas é o momento casal Por exemplo, a gente tem uma agenda muito corrida, viaja, faz trabalho, faz isso, aquilo, mas tem que ter um momento Bruno e Gio Que dia que a gente vai sair na nossa agenda? Tem lá a programação da semana inteira, qual é o espaço dessa semana que a gente não vai marcar nada e vai tirar um tempo pra gente? – Independente se tiver sexo ou não

– É fazer o que vocês quiserem Mas tendo sexo é melhor Tem muita mulher que faz assim: “Tô tão cansada hoje Queria qualquer coisa na vida, menos dar” Minha filha, pensa diferente

Muda o seu mindset, assim: “Meu Deus, eu vou dar uma – só pra dar uma relaxada” E pronto – Amor, você ama ela, né? – Aqui, aqui – Me deve uma bolsa da Gucci, hein? – Duas – Eu queria sabe o quê? – Ver os brinquedinhos que você trouxe

– Ai, meu Deus, vamos Não é aquele bate-bate Se a Titi perguntar, você fala que é, entendeu? Mas pra você, não é Posso confessar uma coisa? Eu nunca usei um vibrador Ô, pai

Ainda dá tempo de mudar Sabe por quê? Eu tenho essa coisa que eu tenho que estar no clima – É – Ô, coitada! – Difícil pro seu lado, né, querido? – Fiz questão de estar aqui hoje Segura aí Vou te apresentar coisas novas na vida

Olha só, pênis só vibra de um jeito Isso aí, não Olha aí, ó – Isso aí rodopia e tudo – Mas é perigoso eu me apaixonar por isso

– Não corre o risco – Eu vou achar lindo você se apaixonar Não corre o risco de apaixonar Você é de afeto, carinho, momento Mas não custa nada experimentar um trem diferentinho, gente

Olha, ele vibra mais rápido Nenhuma língua atinge essa velocidade e você murrinhando isso, minha filha – Batam um papo e depois me chamem – Volta aqui, Bruno! Volta aqui Deixa ela, que coisa

Experimentar coisas novas – Vou adorar estar longe, pelo telefone – Olha que ideia legal, já peguei aqui, ó

Nas câmeras, vocês ficam trocando umas palavrinhas, assim Olha aí É tudo uma questão de usar a criatividade

E você murrinhando orgasmo, meu amor? Para com isso Não murrinhe orgasmos! “Mas, Cátia, eu preciso começar com um desses?” – Não Você pode – Começa com qual? Você pode começar com um brinquedinho desse, ó Que é bem legal Isso aqui é um bullet, que é um estimuladorzinho clitoriano – Bullet? – Isso Vem com um fiozinho aqui, dá pra brincar sozinha, dá pra brincar a dois

Quer ver, amor? Vamos fazer Tá ali, finge que botou lá Não, conversando comigo – Tudo bom? – Vai! – Assim, ó – Toda trabalhada na velocidade

Amor, eu te amo tanto! Entendeu? Só no controle – Esse menino é esperto – Tamo junto – Isso aí, garoto – Tem vários

Você pode começar também com um anelzinho peniado, que esse aqui você liga, bota na base do pênis, virou Esse tem que estar com o marido Tem que estar, mas pode brincar sozinha, no dedo também não dá nada, não

Isso aqui, na falta de Bruno Eu sou uma profissional do sexo – E esse vibra também? – Esse vibra, só que esse daqui

Esse só não rodopia, igual ao outro? Não, esse daqui, por exemplo, nos exercícios do pompoarismo, no meu curso, por exemplo, eu ensino três acessórios, que é esse, personal, que é aquele que você aprende a sugar, expulsar Então, tem o personal, tem as bolinhas, que a gente aprende a sugar Então a gente introduz a primeira bolinha e a meta da vida – é sugar a segunda bolinha – Sugar sozinha? Sozinha, só na força da pepeca Uau! – E aí temos o bob, porque – Tem o bob, tá aqui o bob Amor, pasme Ela também dá curso de sexo oral – Mentira

– É, tem umas técnicas Muito interessante Menina, isso aqui você sabendo fazer bom uso, é só felicidade Primeira coisa que eu falo: posição pra fazer sexo oral Tem posição pra valorizar, deixar o negócio mais interessante

Um erro que as mulheres não podem cometer, é o quê? Tá lá o homem deitado, a mulher faz bem assim Aí o cara não enxerga nada aqui Aí depois a mulher não entende por que vem uma mão e empurra a cabeça

Não é? Aquela mão, originalmente, não é pra empurrar a cabeça, é pra tirar aquele chumaço de cabelo, pro cara conseguir enxergar o que é que tá acontecendo Mas aí a mão já tá ali, o cidadão empolga: “Vai, minha filha!” Então, a posição Uma posição legal Bota o cara sentado, aqui no sofá, ou na cama, na poltrona, sei lá onde, tem que ser confortável, entendeu? Deixa o homem te ver de cima Aí tem o look pra sexo oral arrasante

– O look é olho no olho, não? – Não, querido Tem melhor que isso Salto alto e calcinha fio dental Imagina a cena aqui, tá lá – Belo, belo – Boca no negócio, aí ele olha um pouquinho pra frente, tá o seio desnudo, bacana Aí ela dá aquela inclinadinha pra frente, deu uma inclinadinha pra frente, o bumbum cresce pra trás, aí você vê aquela calcinha, terminou no salto alto Fala se não seria legal Tudo friamente calculado Todos os meus movimentos são friamente calculados Outra coisa, não precisa de pressa

Tá lá, ele não vai fugir, entendeu? Ele não vai sair dali correndo Sumiu Não! O que acontece? A mulher viu o negócio, o que é que ela já faz? Já vai Pra quê? – Como é que ela faz? – Pra quê? – É o famoso susto, né? – Isso – Calma, né? – Calma, pega um gelzinho, passa, aí você dá uma massageada, uma esquentada Aí vale o olho no olho legal

Vale o olho no olho, eu acho interessante a troca Passa um gelzinho que esquenta, você chega com a boquinha pertinho e faz assim, ó Aí você trabalha no olhar pro cidadão com aquela cara de quem diz: “O que foi?” Rapaz, o homem já tá aqui, assim

“Agora vai!” Vem cá, vamos finalizar esse vídeo, vocês não percam o próximo vídeo Vai ter próximo Quando tem próximo, é porque o negócio é bom

Porque eu vou colocar o meu pai e a minha mãe aqui nesse sofá e a gente vai falar de sexo com dona Deborah e Roberto Baldacconi – Famoso sogrão – Olha só Espero que vocês tenham amado esse vídeo Aliás, quem ainda não segue Cátia Damasceno no YouTube

Mulheres Bem-resolvidas Por favor, vamos começar a seguir agora, Mulheres Bem-resolvidas Cátia, tô muito feliz, aprendi muita coisa com você, espero que vocês também tenham aprendido, tenham se divertido

E outra, né? Acho que a gente tem que parar com isso de sexo ser um tabu – Vamos se divertir, falar sobre isso – Ser felizes – Sexo é normal, é natural – Sexo é vida Vamos ser felizes

Muito obrigada, Cátia, eu amei – Não deixem de seguir Cátia no YouTube – Adorei, muito bom – Obrigada, querido – Fiz questão de participar hoje

Eles são mais lindos ainda ao vivo do que na tela, – vocês não tão entendendo – Deixa o seu comentário Ah, não esquece de deixar o nome da tua pixirica Cherolayne E agora eu vou ter que mostrar os meus pentelhos ali agora? Vai ter que mostrar os pentelhos

– Beijo, GIOHs! – Tchau, tchau!